Entre Fraldas e Blush

A COBRANÇA PELO SEGUNDO FILHO

A Cobrança pelo segundo filho

Meu sonho de vida era ter dois filhos, um casal, pois cresci sozinha – apesar de ter duas irmãs por parte de pai – nunca vivenciei por muito tempo dividir o espaço com um irmão ou irmã. Não faço ideia de como seja, apenas ouvi histórias.

Nunca gostei de ser "filha única" que dirá de seus desdobramentos como as cobranças escolares, não saber dividir, não ter com quem brincar ou sair, ou as próprias expectativas que os pais depositam em nós, filhos. (Acredito que tenha mais coisas para elencar nesta lista, não vou me recordar agora.). Para mim era legal ver minhas amigas com seus irmãos em suas rotinas diárias e festividades. Por outro lado, reinei nas conquistas materiais de um filho único, afinal era tudo só para mim, não é?

Eis que sempre me disseram, depois que você tiver o primeiro filho não vai querer ter o segundo porque "da bastante trabalho". Nunca levei essa frase a sério até a Ligia nascer! Sim, mais um cuspe que caiu na testa. Meu Deus, não passa mesmo na nossa cabeça ter outro de tantos perrengues que passamos além do financeiro / psicológico. Ah sim, o fator principal, para mim. Só quem é mãe entende esse "psicológico".

Apenas um breve resumo dos perrengues: Lígia não dorme uma noite inteira, era de praxe acordar entre 6 a 4 vezes, atualmente é apenas uma. Ufa! Te amo homeopatia. Foram noites e noites passeando com carrinho e dando voltar de carro. Ela tem muita energia, agitada mesmo e como dizem "cansa só de ver". Ah, a tarde não tem soneca quando estamos todos juntos, então, imagina só acordar 7h e só parar às 21h. Graças a Deus tem saúde. 

Ligia nos exige bastante, meu pique tem que ser igual ao dela, no 550v. Haja café, né gente?

A partir dos 2 anos dela e quase 35 meus, começou a especulação pelo irmãozinho ou irmãzinha, se eu não estava  "animada" para ter outro. Oi? Que ânimo? E quando falam que "está na hora" e "não posso esperar muito porque perde a mão" na hora de cuidar do outro.

Misericórdia, venham passar um dia comigo para sentirem o "tranco" de cuidar da princesa. Penso mentalmente e respondo “Lígia vale por 2", que eu não "animei" com a ideia ". Ah, pros mais íntimos até falo que se quiser fazer regime, Ligia te garante 5kg a menos sem regime "low carb".

Sei que filho não vem com um código de barras, mas as despesas tendem a aumentar ano após ano e, se você não estiver preparado em todos os sentidos: surta.  Calma, estou falando do básico para viver, escola, convênio, roupa, sapatos, esquece Disney.

Conversei recentemente com o marido sobre essa possibilidade, pois estaremos sozinhos em Salvador, com a família longe e quando nós morrermos ela ficaria sozinha. O que ele respondeu? Pegou o celular e mexeu no App do uber. Perguntei para onde ele iria kk não adiantava fugir.

Não que eu desejasse o segundo, mas a questão é ter com quem dividir tudo quando o outro faltar e até mesmo durante a vida. Uma Companhia. Acredito também que nem todo irmão é companheiro e sinônimo de parceria. É um contrato de risco, uma loteria.

Pelo meu marido não vamos ter outro por causa do financeiro, lá em Salvador como em qualquer outra cidade, custear um filho já custa um rim, imagina dois? O bem da verdade é por que ele não quer mesmo.

É assim segue a vida, nós três felizes da vida na Bahia. Se ela vai gostar de ser única eu não sei, só o tempo dirá. Mas a realidade nos permite sonhar menos e ter mais os pés no chão. 

Texto escrito por Carol Gama do Blog @blogvamosvamosconversar

Bem Vinda a Maternidade Real

Junte-se a outras mães que também estão em busca de conhecer e compreender melhor a si mesmas para se tornarem mães mais presentes e conectadas com seus filhos. Cadastre seu e-mail abaixo gratuitamente.

I will never give away, trade or sell your email address. You can unsubscribe at any time.

DIÁSTASE ABDOMINAL PÓS- PARTO
FAZER O QUE AMA X CUIDAR DOS FILHOS
10 ITENS QUE NÃO PODEM FALTAR NO ENXOVAL DO SEU BEBÊ
Pular para a barra de ferramentas