MITOS E VERDADES SOBRE A CHUPETA: TUDO QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER

Em 28.10.2016   Arquivado em CRIANÇAS, MATERNIDADE

MITOS E VERDADES SOBRE A CHUPETA: TUDO QUE VOCÊ SEMPRE QUIS SABER

volume

Você sabe como é a palavra chupeta em inglês? Pacifier, ou seja, pacificador. Não é a toa que tem esse nome, não é?

Mas será que a chupeta estraga os dentes? Será que faz mal? Devo dar a chupeta ao meu filho?

Através desse artigo e falando como profissional, mas também como mãe, vou tentar responder as suas dúvidas.

Vamos lá mamães, você sabe de todos os desafios que temos com um bebê. Vou ser sincera com vocês, para mim, um dos maiores desafios quando meus filhos eram pequenos, era enfrentar os choros sem saber exatamente o que estava acontecendo e como ajudá-los. A chupeta ajudava? Para mim ajudava, e muito! “Ah que horror, você é dentista Odontopediatra e deu chupeta para os seus filhos?” Simmmmm, dei e não me arrependo.

Normalmente em todos os âmbitos da minha vida eu busco o equilíbrio. E nesse assunto polêmico que é a chupeta, vou tentar mostrar esse equilíbrio pra vocês.

Os malefícios da chupeta são amplamente divulgados e, apesar disso, a maioria das mães oferece aos seus bebês. Alguns pais são mais radicais e não oferecem de jeito nenhum. Já recebi paciente no meu consultório que disse que a chupeta era apenas um pedaço de plástico para calar a boca dos bebês. Calma meninas, lembra do equilíbrio? Nem lá, nem cá. Acredito que cada família tem sua filosofia de vida e suas formas de educar. Mas não sejamos tão radicais de achar que é apenas um plástico e nem radical a ponto de oferecer a chupeta ainda na maternidade. Leia esse artigo e tome sua decisão, tenho certeza que você saberá o que é o melhor para o seu filho.

chupeta

A chupeta faz mal aos dentes?

Sim, faz. Quando utilizada em alta frequência pode causar alterações na arcada dentária, na mastigação, respiração, articulações, fala, musculatura e até deformações nos ossos da face. Porém, usada da forma correta e removido o hábito na idade correta, podemos praticamente anular esse malefício na grande maioria das crianças. Mais pra frente explicarei melhor isso.

A chupeta atrapalha na fala?

Essa pergunta seria melhor respondida por uma Fonoaudióloga, mas o que posso afirmar é que caso a chupeta não seja removida no momento adequado, a criança pode ficar com mordida aberta anterior e acabar colocando a língua nesse espaço. Essa má postura da língua acaba interferindo na fala de algumas letras, como por exemplo o R. Sabe o Cebolinha da Turma da Mônica? Pois é, mais ou menos assim. Claro que uma avaliação fonoaudióloga seria muito mais apurada.

A chupeta atrapalha na amamentação?

Eu poderia citar artigos sérios defendendo ambos os lados. Mas no final das contas, ficaríamos com a mesma dúvida.

É muito difícil responder essa pergunta, porque não temos comprovações absolutamente certas, simplesmente porque esse julgamento é um pouco subjetivo.

E se você for conversar com mães que amamentaram exclusivamente, também vai achar bebês que usaram a chupeta e foram amamentados até os 2 anos de idade, por exemplo.E bebês que usaram chupeta e a mãe não conseguiu amamentar. Atribuir a culpa a chupeta, acho um pouco complicado. Afinal nós mães sabemos que há tantos outros fatores que interferem na amamentação, é ou não é?

A chupeta reduz o risco de morte súbita?

Verdadeiro. Acredita-se que os recém-nascidos que usam chupeta tenham mais facilidade para acordar e respirar pela boca,o que as protegeria de uma asfixia.
Um estudo publicado pelo conceituado British Medical Journal em dezembro de 2005 demonstrou que seu uso reduz em 90% os riscos de morte súbita. Esse estudo foi tão importante que a Academia Norte-Americana de Pediatria passou a recomendar a utilização da chupeta durante o sono até o primeiro ano de vida.

Alguns estudos mostram que a incidência de morte súbita é menor mesmo naquelas crianças que cospem a chupeta depois de dormir quando comparadas com crianças que nunca chuparam chupeta.

A chupeta resolveria todos os problemas relacionados a morte súbita? NÃO! É sempre importante que as mães tenham aqueles cuidados básicos amplamente divulgados: não ter nada no berço, não usar travesseiros muito macios, sem excesso de roupas e cobertas e sempre de barriguinha para cima.

Algumas crianças tem a necessidade de sugar?

Verdadeiro. Algumas crianças mesmo amamentadas, possuem uma necessidade extra de sugar. Se você percebe que seu filho mesmo depois de alimentado com o leite materno, adormece no seu peito ou fica apenas brincando com o bico do peito, ele pode ser um candidato a chupeta. Como saber? Use o seu feeling de mãe, não existe nada certo que aponte para o uso ou não uso da chupeta, apenas seu sexto sentido de mãe.

Devo oferecer a chupeta nas primeiras semanas?

Eu aconselho aguardar. Conheça seu filho primeiro, amamente e entenda seus choros. Nas primeiras 3 semanas, normalmente tudo é tranquilo. Com o tempo você saberá os porquês dos choros e dessa forma identificará se seu filho precisa de um complemento de sucção.

O uso da chupeta estimula o desmame precoce?
Verdadeiro. Existem estudos que relacionam o desmame precoce ao uso de chupeta e, principalmente da mamadeira. O bebê pode começar a colocar a língua de forma diferente no peito, desfavorecendo a amamentação. Quando for mamar no peito, usará a mesma técnica de sucção, obtendo menos leite. O resultado disso pode ser uma confusão na cabecinha do bebê de bicos, favorecendo o desmame precoce.

Bebês que usam mamadeiras costumam usar mais a chupeta?
Verdadeiro. Quando o orifício da mamadeira é muito grande o bebê faz menos esforço e não consegue exercer a sucção corretamente. A necessidade de sucção, dessa forma, não é saciada, fazendo com que a criança precise de algo para exercer a sucção: a chupeta ou o dedo.

Há ocasiões em que a chupeta é útil?
Verdadeiro. Apesar de controverso, o uso controlado da chupeta pode sim ser um bom recurso.

A sucção gera um prazer no bebê, para aqueles momentos de choro em que já tentamos de tudo e nada adiantou, a chupeta pode ser muito útil. Principalmente para os bebês que tem a necessidade de sucção extra.

Se eu remover a chupeta até os 4 anos, meu filho não terá problemas com os dentes e fala?
Normalmente sim. Quando removemos o hábito em idade precoce, leia-se até no máximo os 4 anos, liberamos os ossos e músculos para se desenvolverem normalmente. Na grande maioria dos casos, a mordida aberta anterior é auto corrigida.

Mas, se seu filho adquiriu o hábito de posicionar a língua naquele espaço, ou seja mais anteriorizada, provavelmente a mordida aberta não irá fechar sozinha. E nesses casos, pode ser necessário o uso de aparelhos e consultas com a fonoaudióloga.

Meu filho chupa dedo, devo oferecer a chupeta em troca?

Sim. A chupeta é mais fácil de tirar mais pra frente, o dedo está disponível 24h por dia e não dá pra esconder 😉 Tente diferentes marcas e formas de bico, lembrando que deve ser sempre ortodôntico.

Os bicos ortodônticos causam prejuízos menores?
Verdadeiro. Apesar de também causar alterações quando utilizada em excesso, os prejuízos são menores uma vez que o formato anatômico se adapta à boca da criança.

Qual o melhor material da chupeta: látex ou silicone?
O silicone parece ser o material mais recomendável por ser menos poroso, acumular menos sujeira e não se deformar com as esterilizações. Por ser mais resistente,o silicone faz a criança se esforçar mais para sugar.

Ao comprar o produto sempre verificar a procedência e o selo do INMETRO”. Mesmo com as de silicone é fundamental a preocupação com a higiene. A falta de limpeza da chupeta pode transmitir vírus, bactérias e fungos ao bebê.

Devo usar prendedor de chupeta?

Não. Se não, você passará a impressão ao seu filho que a chupeta pode ser usada a qualquer momento. Lembre-se quanto menor a frequência, mais fácil será de tirar depois. Não use fraldas e paninhos presas na chupeta. Você pode aumentar o peso da chupeta, aumentando as deformidades da face.

Se o bebê recusar a chupeta, a mãe deve forçá-lo?
Falso. O uso da chupeta não é uma necessidade e por isso não deve ser forçado.Quando a criança recusa a chupeta provavelmente é porque a razão do choro não é sucção e é preciso ter paciência para entender o que ela realmente quer.

Posso usar a chupeta customizada com cristais e pérolas?

NÃO!!! As pedras podem se soltar e a criança aspirar. O menor dos problemas seria engolir, o pior é aspirar essas pedrinhas e irem parar no pulmão. Na dúvida, não ofereça!

Posso molhar a chupeta no mel, açúcar ou algo doce?

NÃO!!! Não faça isso. Primeiro porque você estará introduzindo o açúcar no paladar do bebê que ele não reconhece e segundo porque isto pode causar cáries.

Quantas mães já não suspiraram aliviadas depois de colocar a chupeta na boca do filho e vê-lo acabar com o choro que durava horas?

Optou por dar a chupeta? Fique tranquila! Seu sexto sentido de mãe realmente acha necessário? Ofereça sem culpa. E lembre-se que você tem um compromisso por volta dos 2-3 anos: REMOVÊ-LA. Não espere até os 4 anos, o quanto antes remover o hábito, melhor. Quer dicas de como remover? Clique aqui

Você é contra a chupeta? Tudo bem também, eu sempre acredito que as mães fazem o que acham melhor para os filhos.

Afinal é isso que importa, não é mesmo?

 

CUIDADOS COM OS DENTES: O que usar em cada fase da vida do seu filho!

Em 06.09.2016   Arquivado em CRIANÇAS, MATERNIDADE, SAÚDE INFANTIL

CUIDADOS COM OS DENTES: O que usar em cada fase da vida do seu filho!

Quando nasce um bebê, nasce uma mãe cheia de dúvidas. Com relação a saúde bucal do bebê, as mães sempre têm questionamentos sobre qual escova é a melhor, usar ou não pasta, quantas vezes escovar por dia, entre outras.

Nesse breve artigo vou tentar mostrar o que usar em cada fase da vida do seu filho, assim fica mais fácil de ir tomando as decisões ao longo do crescimento do bebê.

  • 0-6 meses

O que usar? Enquanto seu filho não tiver dentes, você pode usar a dedeira de silicone. Esqueça fraldinha e gaze, a dedeira é bem mais prática.

af7b3e5a9da4b6b3040f4b72f7385c80 higiene_bucal_bebes-mae_tipo_eu-5

Qual pasta? Não precisa usar nenhum tipo de pasta.

Quantas vezes por dia? Gente é insano indicar para uma mãe fazer essa limpeza da boca após cada mamada. Só fala isso quem nunca teve filho, sério. O bebê mama toda hora!!! Vamos combinar assim: faça uma vez por dia, de preferência no banho.

Para que serve essa limpeza? Serve apenas para seu filho se acostumar e formar hábitos de limpeza bucal. Se ele não tem dente, obviamente ele não tem como ter cáries.

  • 6-12 meses

O que usar? Com o nascimento do primeiro dentinho, aposente a dedeira e inicie o uso da escova de dentes. Escolha uma escova com cerdas bem macias e cabeça pequena. A empunhadura da escova pode ser pequena, tanto faz, porque você que vai escovar os dentes do bebê. Lembre-se que a boca deles é muito pequena, então a escova tem que ser bem pequena.

shutterstock_110438954

Qual pasta? Desde o primeiro dentinho, a indicação é usar uma pasta COM flúor, e lembre-se tem que ser acima de 1100 ppm de flúor. Você vai encontrar essa quantidade de flúor em pastas indicadas para crianças acima de 6 anos. E a pergunta que vem a sua cabeça é: “Mas vou usar uma pasta para crianças acima de 6 anos para meu bebê que tem meses?”  Sim! Lembre-se que aqui o segredo é a quantidade. Usando a quantidade correta, seu filho estará seguro mesmo engolindo a pasta e ainda irá se beneficiar com o flúor para não ter cáries.

Se quiser pode deixar uma fraldinha ou gaze do lado para remover o excesso de pasta na boca do bebê.

Quantidade da pasta? Uma “encostadinha” na escova, sério, bem pouquinho!!! Um grão de arroz para você ter uma ideia da quantidade. Guarde a pasta sempre longe do alcance das crianças, afinal é como se fosse um remédio. Crianças não pode comer a pasta e nem brincar.

arroz

Quantas vezes por dia? Aqui vale a mesma regra para os bebês, eu sou mãe e trabalho o dia inteiro, sei bem como nosso dia a dia é corrido, então consegue fazer após todas as refeições? Maravilha, faça! Não consegue fazer? Capriche na escovação antes do bebê dormir. Essa escovação antes de dormir é a mais importante e não pode faltar nunca.

Para que serve essa limpeza? A partir do nascimento do primeiro dente, seu filho já corre o risco de ter a doença cárie. Portanto, a escovação será sempre muito importante para a saúde bucal dele. Lembre-se que os dentes de leite têm uma extrema importância e estão ali por um motivo.

Uma grande dúvida que as mães têm é sobre a mamadeira. A grande maioria das crianças toma mamadeira ou é amamentado antes de dormir. Sem pânico! Escove MUITO bem antes do leite e capriche! E depois deixe seu filho tomar seu leitinho tranquilo. O importante é remover a placa bacteriana de todos os dentes e todas as faces dos dentes. Sem placa bacteriana, não tem cárie! Consegue escovar depois que ele toma o leitinho? Ótimo, escove então.

shutterstock_74999470

  • 1-3 anos

O que usar? Provavelmente seu filho já tem molares e por volta dos 3 anos a dentição de leite está completa. A escova indicada continua sendo uma com cerdas macias e cabeça pequena. Se quiser comprar uma escova com empunhadura mais grossa para que a criança comece a treinar a escovação, faça isso. Mas saiba que quem faz a escovação ainda são os pais.

shutterstock_179001242

Qual pasta? Será sempre a pasta com flúor acima de 1100 ppm de flúor.

Quantidade da pasta? Comece a iniciar o treino de cuspir a pasta. Porém a quantidade permanece a mesma, grão de arroz.

Quantas vezes por dia? Pelo menos após as refeições principais. Mas vale a mesma regra de antes. Não consegue fazer sempre? Tudo bem, mas sempre muito capricho na escovação antes de dormir.

Se seu filho tem que levar pasta e escova para a escola para fazer a higiene bucal, leve sempre uma pasta de dentes SEM flúor. Não sabemos quem coloca a pasta na escova da criança em muito menos a quantidade que é colocada. Na dúvida deixe a pasta com flúor para usar em casa.

  • 4-7 anos

Daqui a pouco seu filho começará a troca dos dentes de leite (+- por volta dos 6 anos).

O que usar? Escova macia, cabeça pequena e empunhadura grossa. Essa empunhadura vai ser mais fácil para o seu filho segurar e iniciar o treino da escovação sozinho. Você pode deixar ele escovar, mas SEMPRE complemente depois. Até essa idade, a criança não tem coordenação motora para escovar sozinha.

escova-empunhadura-e1472765107891

Qual pasta? Pasta com flúor acima de 1100 ppm de flúor.

Quantidade da pasta? Seu filho já sabe cuspir? Aumente a quantidade para um grão de ervilha. Lembre-se que o que limpa não é a pasta de dentes e sim a ação de passar a escova nos dentes.

shutterstock_195430076

 

Quantas vezes por dia? Deixe a criança fazer sozinha após as refeições principais e os pais fazem antes de dormir.

 

  • Acima de 7 anos

O que usar? Escova macia e cabeça pequena.

Qual pasta? Pasta com flúor acima de 1100 ppm de flúor. Se quiser pode usar pasta de dentes de adulto, desde que não seja para dentes sensíveis e com agentes clareadores.

13BBE2B8000005DC-3161505-image-m-2_1436911423837

Quantidade da pasta? Grão de ervilha.

Quantas vezes por dia? Após as refeições principais. Antes de dormir, os pais devem supervisionar para ver se está adequada.

Pode usar enxaguante bucal? Pode, mas sempre sem álcool. E ter sempre em mente que jamais um bochecho com enxaguante bucal substitui uma escovação.

Não esqueça que a cada 6 meses você deve levar seu filho à uma Odontopediatra. Nasceu o primeiro dentinho, pode realizar a primeira consulta. Essa combinação de fatores que será responsável para uma boca livre de cáries. Lembre-se que os pais são extremamente importantes nesse processo da escovação.

Qualquer dúvida, deixe seu comentário e se gostou compartilha com os seus amigos.

Um abraço,

Dra. Juliana Marchi

Mãe, Odontopediatra e Ortodontista e autora do blog www.mundosemcaries.com.br